Opaleiros do Paraná

Conecte-se e aproveite as vantagens de ser um Membro Oficial.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos

Quem está conectado

60 usuários online :: 4 usuários cadastrados, 1 Invisível e 55 Visitantes :: 2 Motores de busca

cintras, emerson le, RASPE#59, rodrigo_df


[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 523 em Qua 15 Dez - 17:01:27

101 Racing Parts - Fechou! - Alternativas

Qua 1 Mar - 7:19:22 por levizito

Amigos... os posts relacionados a renomada loja 101 Racing Parts de importação de peças são antigos, os links do site que encontro no fórum não abrem e os telefones não existem...

Seguem abaixo as alternativas confiáveis:

www.americaparts.com.br
http://www.pro-1.com.br
www.marcelinhospecialparts.com.br

Se os amigos tiverem notícias sobre a 101 ou outras lojas confiáveis de importação postem …

Top dos mais postadores

thallisguimaraes (17493)
 
tabarbosa (16851)
 
BANDIT (13573)
 
Xann (10395)
 
Rubão6cc (10340)
 
j ricardo (9361)
 
Jean Bida (9311)
 
Eduardo SSa (8678)
 
raphaelcaronti (8532)
 
100 (7771)
 

Gnv no Diplo 6cc alcool

Compartilhe
avatar
cwbruno
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 81
Localização : Curitiba-PR
Data de inscrição : 05/04/2013

Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por cwbruno em Seg 21 Abr - 14:59:32

Fala pessoal,

Estou querendo colocar GNV no meu diplo 85 6cc a alcool, para poder rodar dia de semana, e não ser um carro só de passeio de final de semana, por que o alcool a R$ 2,20 ta complicado.

De qualquer forma, vejo que o GNV é bom para o motor, aumentando a vida util, quando bem regulado.

Vejo que 95% dos topicos sao sobre a versão "antiga" do gnv. Estou disposto a colocar o GNV geração 5 (aquele que a perda de potencia é quase insignifcativa, mais moderno etc).

Alguem ja chegou a testar ele? O consumo é o mesmo ou menor? A perda de potencia realmente é insignificativa?


Estou pensando em dar um meu gol 1.0 pra minha namorada de presente, quando meu opala estiver pronto e com gnv. Mas preciso de indicações aqui de curitiba.
avatar
Diego Darth
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 1345
Idade : 40
Localização : Guarulhos
Modelo do carro : Santana Quantum CL 1.8 - 1989 - Etanol

Data de inscrição : 20/07/2012

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por Diego Darth em Seg 21 Abr - 16:22:35

Vou acompanhar, tenho um Diplo 83 6cil a álcool mas com o kit antigo, não tenho do que reclamar, anda muito bem e é muito econômico, acabei de voltar de viagem e rodei 400km com 50 reais, isso pagando 2,379 no m³ do GNV no litoral e 1,699 aqui perto de casa.

Se esse kit geração 5 for mesmo melhor significativamente vou estudar uma possível troca.
avatar
endrigo
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 894
Idade : 41
Localização : Grande POA-RS
Data de inscrição : 12/05/2013

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por endrigo em Seg 21 Abr - 18:12:27

5ª geração não é só pra injetado?
avatar
Diego Darth
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 1345
Idade : 40
Localização : Guarulhos
Modelo do carro : Santana Quantum CL 1.8 - 1989 - Etanol

Data de inscrição : 20/07/2012

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por Diego Darth em Seg 21 Abr - 18:24:09

endrigo escreveu:5ª geração não é só pra injetado?

Eu já ouvi falar para injetado tbm, mas se tiver para carburado eu quero saber se vale a pena.
avatar
cwbruno
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 81
Localização : Curitiba-PR
Data de inscrição : 05/04/2013

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por cwbruno em Seg 21 Abr - 21:41:45

Diego Darth escreveu:Vou acompanhar, tenho um Diplo 83 6cil a álcool mas com o kit antigo, não tenho do que reclamar, anda muito bem e é muito econômico, acabei de voltar de viagem e rodei 400km com 50 reais, isso pagando 2,379 no m³ do GNV no litoral e 1,699 aqui perto de casa.

Se esse kit geração 5 for mesmo melhor significativamente vou estudar uma possível troca.

Carinho 2,37 no litoral.
Aqui em curitiba pesquisando bem acha até por 1,55.

De qnt m3 é teu cilindro Diego? E qual o consumo médio?

Até daria para colocar injeção no opala, mas dai o preço começa a ficar salgado com o Gnv G5 + uns 3500 de injeção, chega nos 8 mil.
Valeria a pena pelo fato que você podia dar aquelas pisadas sem ter tanta dó do bolso.

Caso ultrapasse os limites do meu orçamento, se duvidas coloco o GNV antigo mesmo para ir trabalhar etc.
avatar
endrigo
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 894
Idade : 41
Localização : Grande POA-RS
Data de inscrição : 12/05/2013

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por endrigo em Seg 21 Abr - 22:31:17

cara esse negócio de 'geração' dos kits GNV é só uma adaptação em funcão dos motores terem ficados mais modernos ( monoponto, multiponto, etc etc )... um kit 2ª geração pro carburado é bom; é só fazer uma boa regulagem.
avatar
Jean Michel Colet
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 2839
Localização : Maringá - PR
Modelo do carro : Comodoro 87 Cupê - 6 Cil Aspirado

Chevette 89 SL - Aspirado
Cilindros : Comodoro 6 Cil e o Chevette 4 Cil
Data de inscrição : 25/08/2009

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por Jean Michel Colet em Ter 22 Abr - 0:12:28

Não deixem morrer esse tópico quero acompanhar apesar de aqui onde eu moro não ter tal combustível !
avatar
Diego Darth
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 1345
Idade : 40
Localização : Guarulhos
Modelo do carro : Santana Quantum CL 1.8 - 1989 - Etanol

Data de inscrição : 20/07/2012

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por Diego Darth em Ter 22 Abr - 9:03:20

cwbruno escreveu:
Diego Darth escreveu:Vou acompanhar, tenho um Diplo 83 6cil a álcool mas com o kit antigo, não tenho do que reclamar, anda muito bem e é muito econômico, acabei de voltar de viagem e rodei 400km com 50 reais, isso pagando 2,379 no m³ do GNV no litoral e 1,699 aqui perto de casa.

Se esse kit geração 5 for mesmo melhor significativamente vou estudar uma possível troca.

Carinho 2,37 no litoral.
Aqui em curitiba pesquisando bem acha até por 1,55.

De qnt m3 é teu cilindro Diego? E qual o consumo médio?

Até daria para colocar injeção no opala, mas dai o preço começa a ficar salgado com o Gnv G5 + uns 3500 de injeção, chega nos 8 mil.
Valeria a pena pelo fato que você podia dar aquelas pisadas sem ter tanta dó do bolso.

Caso ultrapasse os limites do meu orçamento, se duvidas coloco o GNV antigo mesmo para ir trabalhar etc.

Eu cometi um erro cwbruno e só agora me toquei...  Razz 

O valor do GNV no litoral eu paguei 2,279 eu errei na hora de digitar e nem me toquei depois qdo relí antes de postar!!!  Embarassed 

O cilindro que uso é de 15m³. O consumo eu não costumo medir em m³/km pq a pressão varia em cada abastecimento, mas geralmente fica entre 220 e 240 bar. Com o cilindro cheio e rodando só na cidade ele roda em média 130km com o cilindro, isso deixando chegar até o led vermelho. Na estrada com o cilindro cheio ele chega a rodar 190-200km tbm com o cilindro cheio mantendo média de 90-110km/h.

E olha eu piso sem dó do bolso... mesmo mantendo médias maiores o consumo não sobe tanto não, estando bem regulado e com a ignição em ordem é tranquilo!

Att,
Diego.
avatar
adpachec
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 5975
Idade : 43
Localização : Jacareí SP
Modelo do carro : GM e VW.
Cilindros : 4 + 4
Data de inscrição : 29/04/2012

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por adpachec em Ter 22 Abr - 9:48:28

Achei estes tópicos:

http://www.4x4brasil.com.br/forum/jeep-willys/13232-vale-pena-botar-gnv-no-opala-6c.html

http://opaleiro-rj.blogspot.com.br/2012/07/gnv-economia-x-potencia.html

http://www.opalaclubemairipora.com/tecnica/gnv.htm


ALGUMAS DICAS PARA QUEM USA GNV


Tratamento sob pressão Cansado do motor a gás sem força, do GNV que lhe dá economia, mas tira potência? Turbo nele! No Brasil, mais de 350000 pessoas dirigem carros movidos a gás natural todos os dias.

Quase nenhuma delas se diverte com isso. O GNV fala ao bolso, por causa do menor custo por quilômetro rodado, mas não ao coração. O torque do motor cai mais de 10% em relação à gasolina e o resultado é um carro anêmico, sem sal. Quem diria que o GNV pode trazer um desempenho empolgante, superior ao conseguido com álcool, tornando-se ainda mais econômico e menos poluente?

A Bosch diz que encontrou a receita para o prazer sem culpa e pretende colocá-la no mercado em dois anos. É o sistema trifuel (GNV ou gasolina e álcool) com turbocompressor. O trifuel é um cruzamento do sistema flex fuel (que pode misturar álcool e gasolina), desenvolvido no Brasil, com o sistema bifuel (que usa gás ou gasolina) adotado no Golf na Europa.

Ainda em fase de testes, prestes a ir para a pista, o sistema traz sofisticações como um regulador eletrônico que mantém o gás que chega ao motor na mesma pressão, esteja o cilindro cheio ou quase vazio. O trifuel não chega a ser uma revolução, comparado aos melhores sistemas à venda no mercado. A grande vantagem está no uso do turbo.

Pouca gente sabe, mas o gás natural é um combustível mais “esportivo” que o álcool. Tem o equivalente a 132 octanas, contra 91 da gasolina e 105 do derivado da cana. Outra característica do GNV favorável ao alto desempenho está na sua resistência à detonação: é possível usar taxas de compressão de 15:1, contra 12,5:1 do álcool e 9:1 da gasolina.
Hoje, o GNV faz o carro andar menos que os demais por causa de uma terceira característica: ele é um gás e, ao se expandir, rouba muito espaço na câmara de combustão. Sem lugar para o ar, é como se o motor ficasse menor. Com um turbo, a coisa muda de figura. Além de empurrar mais ar para dentro dos cilindros, o compressor ainda abre espaço nas câmaras de combustão ao condensar significativamente o próprio GNV.

O ganho de potência estimado pela Bosch é de 50%, usando a turbina com 1 bar de pressão – uma taxa conservadora, para esse combustível. Se num motor aspirado de 100 cavalos a potência cai para 90 com o GNV, ao adotar a sobrealimentação podemos chegar a apetitosos 150 cavalos. Segundo o gerente de desenvolvimento da Bosch, Sidney de Oliveira, o consumo deve até diminuir 10% em relação GNV aspirado: “O motor acaba ficando mais adequado às características do gás natural. Quando bem usado, o turbocompressor deixa o carro mais econômico.

Em modelos pequenos da Europa, tem sido assim”. Para tirar o melhor desempenho possível de álcool, gasolina e gás natural, a Bosch pretende variar a pressão do turbo e, indiretamente, mudar a taxa de compressão. A variação do turbo é feita por uma comporta, que desvia mais ou menos gases do escapamento. A idéia é fazer o motor com uma taxa boa para a gasolina, aumentando o necessário com a turbina. O turbo funcionará a 1 bar quando o carro usar GNV, baixando para 0,5 bar quando houver 100% de álcool. Ele ficará desligado ao usar gasolina, para evitar batidas de pino que poderiam ocorrer num motor ajustado ao gás.

“Se o turbo detona uma vez sequer, não tem mais salvação. Surgem pontos quentes na parede do cilindro e a mistura passa a explodir antes da hora (auto-ignição), aumentando a temperatura até fundir o motor”, afirma Oliveira.

Por isso, crianças, muito cuidado antes de fazer essa experiência do gás com turbo em casa. Os carros aspirados não têm um controle de detonação tão preciso e a adaptação do motor ao GNV geralmente tem imperfeições que levam a batidas de pino. Turbinar um carro movido a gás natural deixaria mesmo o veículo mais econômico, se comparado a um carro a gás de mesma potência sem turbo, além trazer outras vantagens, como permitir o uso de outro combustível (álcool ou gasolina) sem perda de potência quando passar ao uso de gás natural. Basta que a pressão de sobrealimentação seja mais elevada para o uso de gás do que para o uso dos outros combustíveis.

O problema em usar turbo em um carro a gás natural é a maior complexidade que seria necessária ao sistema, de preferência permitindo regular a pressão de sobrealimentação, e ao sistema de alimentação do gás, que deverá ser capaz de alimentar sob uma maior pressão no coletor, além de outros detalhes menores. No entanto, todas essas soluções são simples de implementar e a tecnologia é amplamente dominada pelos bons preparadores.

Controlar a pressão de sobrealimentação é algo bem simples -- os conhecidos boosters estão aí para provar. Os sistemas de alimentação a gás atuais são perfeitamente adaptáveis para o uso com o turbo, bastando trocar ou ajustar as válvulas reguladoras para permitindo o ajuste às novas condições impostas pelo turbo. Na verdade, parece faltar interesse dos fabricantes em desenvolver kits neste sentido, pois quem instala um kit de gás natural está muito mais interessado em baixo consumo e custo por quilômetro do que em alta potência ou em um (nada barato) kit turbo.

O público consumidor destas soluções seria ainda menor que o consumidor de kits de conversão para gás -- pouca gente para justificar o investimento. Isso, porém, não impede que um mecânico criativo ou um bom preparador possam adaptar os kits normais para funcionar com turbo, pois não se trata de nada tão complexo que um bom profissional não possa contornar.

Bom, para melhor aproveitamento do combustivel Alternativo como o GNV voce primeiro precisa intender do combustivel, as insataladoras deste combustivel não sabem a fundo como e o porque o combustivel GNV funciona, para muitos que não tem nenhuma experiencia ou conhecimento em mecanica condenam por ignorancia , 1 - Fato - combustivel limpo, não existe residuo por ja ser gasoso, mantendo o motor sempre sem residos de carvão, velas, pistão e conjunto não sofre desgaste.( Observe o escapamento de quem utiliza outros combustiveis ( alcool e ou gasolina) esta sempre manchado , ou simplesmente melado ja o GNV mantem o mesmo seco e limpo, maior durabilidadae do escapamento. 2 - Perda de eficiencia do motor so se da por não seguir uma regra basica de manutenção e tbm levar para um especialista que pode realmente deixar o motor ajustado para o combustivel, lembrando que as nossas crianças ( OPALAS) não tem sistema de injeção mapeada, por isso precisa tomar uma decisao qual combustivel vai ser utilizado, dai em diante e so fazer os "ajustes" para o mesmo e deixando o outro combustivel para somente uma eventual emergencia, com isso podemos tirar o maximo do GNV.

Fonte: Marcelo Moura e Pneu Kent (opala.com)
Matéria enviada por Sapão

avatar
Jean Michel Colet
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 2839
Localização : Maringá - PR
Modelo do carro : Comodoro 87 Cupê - 6 Cil Aspirado

Chevette 89 SL - Aspirado
Cilindros : Comodoro 6 Cil e o Chevette 4 Cil
Data de inscrição : 25/08/2009

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por Jean Michel Colet em Ter 22 Abr - 12:19:19

Se não me engano 1 bar de pressão dobra a taxa de compressão ...quando joga esses 1bar !!
avatar
Kako
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 630
Idade : 35
Localização : Interior-SP
Modelo do carro : EX-Opala Diplomata SE Automatic-4 90/90
Data de inscrição : 27/11/2012

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por Kako em Ter 22 Abr - 13:55:25

Interessante hein Adpachec!!!
avatar
adpachec
Opaleiro
Opaleiro

Masculino Número de Mensagens : 5975
Idade : 43
Localização : Jacareí SP
Modelo do carro : GM e VW.
Cilindros : 4 + 4
Data de inscrição : 29/04/2012

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por adpachec em Ter 22 Abr - 17:57:53

Jean Michel Colet escreveu:Se não me engano 1 bar de pressão dobra a taxa de compressão ...quando joga esses 1bar !!

1 bar:



Resultado de 1 bar:



Brincadeiras a parte a mistura de GNV com o ar é de 0,059 partes de GNV para cada parte de ar.
Tem que calcular o volume admitido no cilindro e então separar o volume correspondente ao do GNV.
O poder calorifíco do GNV também é menor que o álcool e gasolina e por isto necessita de maior compressão do ar nos cilindros.

Relação estéquiometrica de ar/combustível e poder calorífico

                      Relação        -     Poder calorífico

Gasolina (CI 22%)  13,4/1                  10.4 kcal/kg

etanol                       8/1                      6.65 kcal/kg

GNV                     17/1                    5.33 kcal/kg

A quantidade de gás necessária para uma mistura ideal (ar/combustível - mistura estequiométrica) é menor que a dos combustíveis líquidos. Esse fato, somado a menor energia térmica do GNV faz com que a potência final seja menor, por isto maior pressão na turbina.

http://gaspoint.com.br/gnv/perda_potencia.asp

Conteúdo patrocinado

Re: Gnv no Diplo 6cc alcool

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Dom 17 Jun - 18:41:15